Crime ou só dúvidas?

Categoria Álvaro, PCP, Resinagem by Curioso7 Comentários


A questão da adjudicação da obra da resinagem ao grupo Lena poderá estar ainda no início. O PCP decidiu dar conhecimento do assunto ao Ministério Público para que se possa investigar se existem ou não indícios do que todos desconfiam. O facto de ter sido feita adjudicação a uma empresa, rejeitando a proposta de outra apenas porque tinha meia dúzia de palavras em inglês não convence ninguém e o assunto vai ser entregue à procuradoria para que se investigue. Não sabemos ainda se já foi feita a entrega da participação mas uma coisa parece ser certa, as dúvidas que existem são suficientes para que possa ser aberto um processo de investigação. Apesar de poderem estar a ser divididas culpas entre todos os que tiveram intervenção no assunto, uma coisa é certa, alguém fez asneira. Nem mesmo o facto de poder ter existido um júri, que pode ter feito uma primeira triagem, consegue convencer que tudo decorreu com normalidade. Será isto que terá que ser investigado e avizinham-se dias complicados para o actual executivo. Pode não dar em nada, como é normal em Portugal, mas como ficará a posição do Álvaro, como futuro candidato, se sobre ele pender a suspeita de alguma actuação passível de ser investigada? Como conseguirá gerir a campanha que se avizinha com essa nuvem?


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Será assim? Mesmo que fosse verdade dava que pensar e não abonaria ninguém. Então, supunhamos, primeiro, com mais ou menos remoques, não se opunham, deixavam passar, depois cavalgavam a boleia dos preteridos e faziam queixinhas ao Pinto Monteiro. Como é que se chamatia a isto?
    Ah, é verdade, desculpe se insisto, já sabe qual era o valor final de uma e de outra proposta? Seria interessante saber do que estamos a falar e do montante do “prejuizo”.

    1. Avatar

      Caro Anónimo. O valor da proposta que venceu foi de €3.975.000,00. A que foi rejeitada foi no valor de €3.925.000,00.
      Gostaríamos de poder dar resposta ao que escreve no primeiro parágrafo mas admitimos que não conseguimos entender!

  2. Avatar

    E qual será o valor que todos os marinhenses vão pagar de indemnização à outra empresa ?
    Com certeza algumas centenas de milhares de euros.
    O Alvaro e o PS é que deviam pagar para não serem teimosos.
    Mas como sempre quem vai pagar somos todos nós.
    Irra que é demais.

  3. Avatar

    Era importante saber-se o nome das pessoas que fizeram parte do Júri, não ?

    Não é pertinente ?

    Gostava de ser esclarecido.

  4. Avatar

    O acordão do STA refere numa alínea S, o seguinte “…devem ser completamente afastados os argumentos aduzidos pelo Recorrente nas suas alegações no sentido da legalidade da decisão de exclusão da proposta da Recorrida, que, além do mais, se traduziriam sem qualquer motivo justificativo na adjudicação de uma proposta mais desfavorável para a entidade adjudicante (porquanto implicaria um sobrecusto de sensivelmente € 50.000,00), sem que se possa esquecer ainda a sua profunda e íntima contradição ao usar de dois pesos e duas medidas, consoante esteja em causa a proposta da Recorrida (a que estaria vedado o uso de palavras em inglês) ou a proposta da contra-interessada adjudicatária (em que aquele uso já seria admissível, uma vez que não comprometeria a sua plena inteligibilidade e compreensibilidade).”

    Ou eu não percebi bem, ou ambas as propostas tinham palavras em inglês.
    Se percebi bem, é óbvio que aqui houve favores…

  5. Avatar

    No fim do túnel é que vamos ver os fundilhos e de quem é que estão sujos, ou me engano, ou o tiro vai sair pela culatra!

  6. Avatar

    Agoram atirarão as culpas aos cães de guarda (juri), descartam-se de responsabilidade por ignorância e nós pagamos a má gestão e os favores e cunhas pessoais, com vista a outros voo… óbidos, quiçá..

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address