O negócio nos bombeiros

Categoria Bombeiros by Curioso24 Comentários


Há uns dias falámos num carro de transporte de doentes que foi oferecido. Tivemos curiosidade de ir saber como funcionavam as coisas até agora em muitas corporações. Ficámos espantados! Pelo que conseguimos apurar, o transporte de doentes tem sido, para as associações de bombeiros, uma fonte de rendimentos interessante mas que, pelo que foi feito, fez com que tudo fosse mudado, com prejuízo para os utentes. Pelo que conseguimos saber, a Segurança Social pagava por cada transporte. A fonte de rendimento extra surgia quando, no mesmo carro, era transportado mais do que um doente e à segurança social era apresentada conta como se o carro fosse apenas com um, sendo as despesas apresentadas como se fossem feitos vários transportes. Conseguia-se com isso receber por vários transportes quando na realidade apenas um era feito. Percebemos aí a razão de existir um interesse maior na aquisição de viaturas de transporte de doentes do que de combate a incêndios e de sentirmos, quando os incêndios aparecem, que nem sempre os meios são os necessários. Mas soubemos também a falta de meios se deve ao facto de a fonte de receita ter diminuído agora que se instalou um sistema de controle automático de consumo de combustível, que impede que se receba por combustível o que não se gastou. Pode-se dizer que era a forma de sustentar as corporações mas este tipo de actuações, de algumas direcções, fez com que muita coisa fosse mudada e fez com que muitas vezes o trabalho dos soldados da paz fosse inglório porque não tinham nem têm os meios necessários para o que fazem voluntariamente. Eram decisões das direcções das associações que mais têm a ver com gestão comercial que humanitária! Não admira que os bombeiros se queixem de alguma direcções! E já agora, como ficou a questão da ambulância que foi oferecida há uns anos à corporação da Marinha por um grupo de senhoras, que deveria ser ambulância medicalizada (pelo menos quem contribuiu fê-lo a pensar que assim iria ser) e no fim se optou pela compra de uma ambulância normal? E como ficou a questão da auto-escada?


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Para quem dificuldades em assimilar certos conceitos, as Associações Humanitárias como é o caso dos bombeiros voluntários, são como o seu nome o indica explicitamente humanitárias, e como o seu nome não indica, mas está implícito, sem fins lucrativos conforme estão definidas na legislação, e passo a citar:
    Associações humanitárias de bombeiros
    1 — As associações humanitárias de bombeiros, adiante abreviadamente designadas por
    associações, são pessoas colectivas sem fins lucrativos que têm como escopo principal a protecção de pessoas e bens, designadamente o socorro de feridos, doentes ou náufragos, e a extinção de incêndios, detendo e mantendo em actividade, para o efeito, um corpo de bombeiros voluntários ou misto, com observância do definido no regime jurídico dos corpos de bombeiros.”
    ….
    “O Estado apoia financeiramente as associações com vista ao cabal cumprimento das missões
    dos corpos de bombeiros, para além de outras formas legalmente previstas, designadamente, através dos programas seguintes:
    a) Programa Permanente de Cooperação (PPC), que visa apoiar, de modo regular, o
    desenvolvimento permanente das missões dos corpos de bombeiros;
    b) Programa de Apoio Infra-Estrutural (PAI), que visa apoiar o investimento em infra-estruturas
    que se destinem à instalação dos corpos de bombeiros;
    c) Programa de Apoio aos Equipamentos (PAE), que visa apoiar a manutenção da capacidade
    operacional dos corpos de bombeiros.
    2— O regulamento dos programas de apoio financeiro é aprovado por portaria do membro do
    Governo responsável pela administração interna, ouvida a Liga dos Bombeiros Portugueses.
    3— Sem prejuízo dos apoios referidos no n.º 1, as associações humanitárias de bombeiros podem beneficiar, por si ou em conjunto com outras associações, de outros apoios públicos, nacionais ou comunitários, no âmbito de programas, acções ou outros meios de financiamento que lhes forem concedidos.”
    Os membros da direcção ( e esclareça-se que não o sou) pode por vezes errar porque só não erra quem nada faz… O seu trabalho é recompensado por muitos cabelos brancos e noites de insónia, e comentários destes….

  2. Avatar

    Anónimo das 02:20,
    Tem toda a razão quando escreve que existe quem tem ” dificuldades em assimilar certos conceitos “. Em especial um conceito que há muito está perdido ” DECÊNCIA”. É indecente, a ser verdade, que as direcções tenham tido os tipos de comportamento que estão expressos nesta publicação e em alguns comentários sobre a publicação da compra do carro de transporte de doentes. Não me passaria nunca pela cabeça que algumas associações que se querem idóneas, tenham tido à frente dos seus destinos, pessoas que ludibriassem/enganassem o Estado, pelos vistos anos a fio, com batotas e mentiras nos serviços prestados e nos combustíveis. Uma pergunta pertinente me ocorre: com que moralidade exigem neste momento ao Estado seja o que for? Com que moralidade se apresentam perante as populações nos peditórios? Com que moralidade se defendem das medidas drásticas tomadas pelo governo? A ser verdade e no meu entendimento, com nenhuma! Alguém comentava a inexistência de Honestidade intelectual e moral sobre a apropriação indevida de comentários ou de outros elementos públicos, algo perfeitamente inócuo já que se trata de matéria factual, não será muito pior que esta apropriação de matéria factual a apresentação indevida de documentação de situações que não se passaram, nomeadamente o mesmo transporte de 5 ou 6 doentes no mesmo carro e com a mesma despesa ser desdobrada em 5 ou 6 serviços e ser extorquido sim extorquido esse dinheiro ao estado, ou seja, a todos nós contribuintes? Fica este meu comentário em laia de desabafo para que nos faça meditar: ” quem tem telhados de vidro não deve andar à pedrada”. Parabéns a este ” Largo das calhandrices” que trouxe para discussão estas e outras matérias que se passam mesmo debaixo dos nossos narizes, que muitos sabem mas das quais ninguém fala, ou quer falar. Mexe em muitos ” vespeiros “, deixou de lado o que de mais castrador foi inventado e está enraizado na sociedade portuguesa e que se denomina por ” intelectualmente ou politicamente correcto” e põe a nu as verdades que ninguém se atreve a trazer à discussão publica.

    1. Avatar

      Isto já se passa há muitos anos e não é só com os Bombeiros é também com os taxis.
      Foi-me contado por um fiscal, (não sei a qual organismo pertencia) que nas aldeias isto acontecia e as populações quando questionadas não colaboravam com a fiscalização, por isto é que o Serviço Nacional de Saúde está como está, a rebentar.
      E sei de um caso, em que um utente, que tinha de fazer tratamentos em Coimbra, todas as semanas, prescindiu de pagamento de transporte, porque não necessitava, ia pelos seus meios, e o seu médico de família ficou escandalizado, incentivou-o a pedir, coisa que não fez porque achou que era imoral.

  3. Avatar

    Essa questão da ambulância que foi oferecida pelas senhoras da Marinha Grande foi no tempo de quem na Direcção? Do Dr Álvaro ou do Eusébio?

  4. Avatar

    Ai, ai ai…. mas que grande ninho gatos foi mexer eheheh eheheh eheheh
    seria muito bom que esta da auto-escada fosse realmente estudada e os seus contornos trazidos a publico. Isso é que era obra!!!!

  5. Avatar

    Sr anónimo das 11h33, me parece que se limitou a ler a primeira linha do comentário, acredito que este seja massudo, mas indecente mesmo é brincar com as palavras.
    Lanço-lhe um desafio, ingresse como bombeiro voluntário! Ou melhor ainda, arranje um grupo e candidate-se a direcção de um associação humanitária, e mais não vou comentar, porque perdi a paciência para pessoas que têm a INDECÊNCIA de manipular palavras e factos com o único objectivo de semear a confusão e a discórdia. Um conselho: arranje algo útil para si e para o seu semelhante para ocupar o seu tempo,ou pelo menos respeite quem o quer fazer…

    1. Avatar

      A melhor forma de fugir às respostas é mesmo essa. Mostrar-se indignado.
      Estranho como não vem ninguém dizer que é mentira o que foi escrito. O rabo preso provoca o silêncio.

    2. Avatar

      Sr.Anonimo indignado das 15:32, vá não se chateei. mesmo, mesmo, mesmo gostava que me elucidasse que nada da publicação original e que está na origem destes nossos comentários, é mentira, diga-me que nada disto aconteceu e que não acontece. Só isso pode clarificar. Quanto ao algo de útil quer-me parecer que o estou a fazer, para mim e para o meu semelhante: a procura de clarificações. Para que as duvidas que pairam sobre este assunto deixem de ser issmo mesmo – duvidas. Muito obrigado por dizer que brinco com as palavras, vindo de si é um elogio. Muito melhor esta brincadeira que a outra, a de brincar com a boa vontade de quem ajuda e de quem está simplesmente porque quer estar. E não confunda por favor, Bombeiros, estes dignos soldados da paz, com quem os dirige, esse é um erro crasso. Ou não, se for para lançar somente a confusão. Não li em nenhuma das publicações nem em nenhum dos comentários dos ilustres anónimos uma única critica aos bombeiros, uma única. Antes pelo contrário de tudo o que li o que posso depreender é que não têm passado de joguetes nestas guerras todas de poderes. E no final acabam por ser os que mais sofrem com isso, porque á pala de quem os mal governa muitas vezes estão nos terrenos com meios escassos e muitas vezes pondo as suas próprias vidas em perigo. O meu amigo anónimo indignado leu em algum lado alguma critica aos bombeiros? Sossegue os ânimos.
      E seguindo na linha do seu elogio e porque a vida são 2 dias e quem se devia chatear está calado caladinho:
      Massudo = encorpado, volumoso, compacto, corpulento
      Maçudo = aborrecido, enfadonho, fatigante, maçador
      Qual dois dois conceitos se refere?
      Um abraço solidário.
      PS: e do meu tempo meu amigo faço e farei o que sempre me der na real gana. Mesmo que isso o indigne.

    3. Avatar

      Eh lá….só uma pergunta: o que é que é mais indecente: manipular palavras ou manipular os acontecimentos e com isso chular o estado???? Eh pá, de repente fiquei baralhado. e depois queixam-se, ah pois é a teta secou, é que na abundância do leitinho nas tetas da vaca gorda foi um regabofe, agora que a tetas estao secas e a vaca está esquelética ….. nem leite em pó podem sacar….

  6. Avatar

    sabem o que entristece? é ver toda esta confusão em redor de um assunto tão sério que é o Voluntariado. Sinto-me triste mesmo por ver que ninguém contribui para esclarecer e trazer a verdade è discussão e assim acabar com ela. Confesso também que me sinto muito triste com algumas decisões de algumas direcções que têm passado pelos bombeiros da Marinha Grande e de Vieira de Leiria, recordo o que encheu as paginas dos jornais concelhios e não só acerca de historias infelizes de alguns presidentes. Mas querem saber o que ainda me entristece mais: foi ter visto na televisão que a Liga dos Bombeiros convocou uma greve ou uma paralisação por causa destas historias do transporte de doentes nao urgentes e NUNCA TER VISTO FAZER ISSO PARA REIVINDICAR MAIS MEIOS PARA O COMBATE A INCÊNDIOS. MAIS CARROS E MAIS MEIOS AÉREOS. Perguntem ás pessoas que ficaram sem os seus pertences se não seriam solidários nessa reivindicação, tenham a coragem e perguntem. Confrontem-nos com isso : mais carros de transportes ou mais meios para combate a incêndios? Mais carros de transporte ou mais meios de protecção para os bombeiros quando combatem os fogos? Vá perguntem. Iriam ver as respostas que teriam. Tenham vergonha na cara e não tentem defender o indefensável. Assumam sim as más decisões que tomam e aprendam com elas. Perguntem ao povo antes de tomarem as decisões o que é que querem pois afinal é com dinheiro do povo, directo com os seus donativos e indirecto com os seus impostos que podem comprar e fazer o que fazem. Indecentes são aqueles que com o que devia ser humanitário e servir a comunidade se servem a si mesmos. Tenham vergonha na cara. VIVAM OS BOMBEIROS E AS BOMBEIRAS DE PORTUGAL. A ESTES SIM DEVEMOS AGRADECER TUDO O QUE TÊM FEITO. E JÁ AGORA DEIXEM SER OS BOMBEIROS A VOTAR QUER OS ELEMENTOS PARA AS SUAS DIRECÇÕES, QUER PARA OS SEUS COMANDOS. E acabem com a pouca vergonha que é saem uns e entram outros exactamente recomendados pelos que saem. Não há pachorra! E força Largodas Calhandrices e Curioso do Largo, continue na denuncia destas porcarias todas. Somos um Pais de corruptozinhos armados em meretrizes ofendidas.

    1. Avatar

      Bom comentario, está tudo dito.
      Força Bombeiros. Escurassem, alguns, corruptos dos que estão nas direcções.
      Sabemos que alguns se reformam e depois se encaixam nas direcções e logo á frente do dinheiro e do que dá proveito, (Compras).

  7. Avatar

    Boa noite,
    E que tal, levantarem o rabiosque da cadeira, fazerem-se sócios das Associações de Bombeiros (Marinha, Vieira ou outra)para assim irem às assembleias gerais para apresentação de contas, orçamentos para o ano seguinte e aí sim, esclarecer essas duvidas todas???
    Garanto-lhes que o discurso iria mudar relativamente às direcções e/ou estado, sendo este último o maior devedor das associações de bombeiros do País. Como posso pagar o gasoleo a 1.48 por litro, se só recebo do estado 0.80??? Mas tem que se levar a “velhinha” para o hospital…e vai.
    Isto é só um pequenissimo exemplo, mas há mais pequenos (grandes exemplos).
    PS.- Leiam o que está na Lei as vezes que quiserem, uma coisa é certa, perguntem ao diretor do centro de saúde quantas credenciais autorizou aos bombeiros desde janeiro para doentes com cancro????ZERO. Diz a Lei que esses doentes tem direito a credencial….quantas já foram passadas por insuficiencia economica?????ZERO (anda tudo rico). Isso sim era bom de postar no largo. Adeus e tembem às direcções que mal ou bem tentam fazer o seu melhor a custo zero e com muitaS CHATICES PELO MEIO.

    1. Avatar

      Então os fins justificam os meios, é isso? Anónimo das 23:54? Não se falava desta situação, fala-se de literalmente roubar o Estado com os serviços prestados de transporte de doente não urgentes e de enganar as pessoas ao pedir dinheiro para umas coisas e depois comprarem outras. Ainda hoje ao ler o JMG constatei que o grupo das Senhoras da Marinha Grande vai iniciar mais um peditório. Espero sinceramente que dêem o uso correcto aos fundos que irão angariar e que não seja utilizado para satisfazer qualquer uma ou outra vaidade ou pretensão de quem quer, pode e manda. E continuamos sem saber se a situação é verdade ou uma grande mentira. E já como parece ser uma pessoa bem informada sobre o que se passa nos bombeiros talvez nos possa dizer quanto custou a auto-escada da Marinha Grande! E para finalizar, talvez nos possa informar de quantos sócios estavam na ultima assembleia dos bombeiros da Marinha Grande?Pois é!

  8. Avatar

    Escrever, criar polemica, tentar criar diferendos entre associações e seus responsáveis. Falar sobre aquilo que não sabem, não sonham e nunca vão perceber se não derem um pouco de si a este tipo de instituições passando por lá.
    Também parece, no que por aqui é escrito, que há alguma “azia” de algumas pessoas que estando por dentro das instituições querem mandar mais do que os seus Comandos e Direções. Mas, para mandar mais do que os Comandos e Direções é preciso saber mandar, ter idade e respeito pelos lugares e pelas Instituições. Não trazer azias familiares, fracassos pessoais ou familiares, fracassos políticos, ou mesmo objetivos políticos fora de moda para tentar chegar aos lugares, para se servir em vez de servir.
    Difamar quem está à frente destas instituições, que usam as suas horas particulares para ajudar ao seu bom funcionamento e depois virem uns iluminados falar sobre o que não sabem, é triste e só revela a hipocrisia daqueles que, de forma camuflada, querem denegrir a imagem e o bom nome de quem está por lá.
    Para quem não sabe, parece ser o caso de quem aqui escreve, todos os anos há Assembleias Gerais onde os sócios, que tenham as quotas em dias, podem ter conhecimento das atividades das associações, votar a eleição das direções, dos Relatórios de Contas, dos Planos de Atividades, entre outros assuntos. Pelo que se sabe não tem havido assim tanta gente interessada nos assuntos internos destas casas, além dos que por lá habitam habitualmente. Estranho agora virem com tantas preocupações. Será que pelo menos são Sócios? Possivelmente não.
    Por pesquisa na Internet é possível aceder aos Estatutos das Associações, é só procurar e ler para saber que os Bombeiros também votam para as Direções.
    Quanto ao Grupo das Senhoras da Marinha Grande – Grupo da Amizade -, outra ignorância provas dadas são muitas – mais de 40 anos de trabalho -, objetivos atingidos ainda mais, dinheiro gasto no objetivo para o qual foi pedido não há dúvidas é só consultarem os jornais da época e comprovar.
    Meus senhores tenham juízo, investiguem antes de escrever. Façam uma investigação séria. Vão às instituições perguntem, alguém lhes há de responder de forma séria e segura. Não escrevam por escrever só porque não têm mais nada que fazer. Não podem por em causa Instituições centenárias por azias mal curadas.

    1. Avatar

      Obrigada Sr Anónimo da 01h56 por confirmar tudo o que tenho dito até aqui, sustentado por factos e legislação que o Sr Curioso tem feito questão em ignorar. Alias a fome de polémica é tanta, que esgotados os argumentos no post anterior, viraram-se de seguida para os Bombeiros da Marinha Grande, mais uma vez sem qualquer esforço de pesquisa para não escrever os disparates que se vêm aqui.

    2. Avatar

      Há pouco foi pedido que identificassem a tal ambulância “especial” que deveria ter sido comprada com o dinheiro obtido. Onde está ela?
      é muito fácil vir para aqui dizer que é mentira ou que é verdade quando seria tão fácil apresentar factos em vez de estarem a mandar ir para a biblioteca ler jornais. Os factos são fáceis de demonstrar e é tão simples: indiquem, se ela existe, qual a matricula da viatura medicalizada que foi comprada e fica tudo esclarecido.

  9. Avatar

    Caros anónimos. Depois do muito que foi já escrito, ainda não foi negado ou posta em causa o que escrevemos. Foi adquirida a ambulância para a qual o grupo de senhoras andou a angariar dinheiro? Se foi, poderão adiantar qual a sua matrícula ou número de identificação? Que levou a que fosse adquirida uma outra e para onde foi canalizado o dinheiro que restou? Não terão as senhoras ficado com sentimento de que foram enganadas assim como todos os que contribuíram para uma coisa e ai outra?

  10. Avatar

    Caro anónimo das 12h28. Não se limite a perguntar pesquise. Mas para não ter trabalho procure as edições do JMG de outubro de 2003 e tire todas as suas duvidas.

    1. Avatar

      Caro anónimo. Não temos acesso a essas publicações mas, se tiver, poderá aqui deixar o acesso ao local onde poderemos consultar.

  11. Avatar

    Não se esqueçam de pessoas como o Martinho Cruel e a CRISTALVIDA…ele quando esteve nos bombeiros mais o seu pai faziam a cordenação desses serviços e depois á custa dos bombeiros montaram a sua empresa. e roubaram essa fonte de rendimento aos bombeiros…nao se esqueçam disso e os bombeiros com esses serviços conseguiam manter postos de trabalho e a emergencia estava assegurada com pessoal. Agora não está!!!

  12. Avatar

    prejudicial é tipos como um tal de martinho cruel ter criado uma empresa de ambulancias de nome Cristavida, e ter andado em simultaneo nos bombeiros da Marinha Grande como responsavel por estes serviços, enquanto o seu pai era motorista dos bombeiros e so fazia este tipo de serviço e a mae funcionaria do centro de saude… assim se desviaram serviços que traziam dinheiro para os bomeiros em prol do dito senhor que é tao bom samaritano….aliou-se ao grupo beatriz godinho mas rapidamente foi corrido e agora nem se ouve falar da empresa cuja amulancia anda sem publicidade…um triste a viver a custa do orçamento. tenho dito

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address