CruzEmpecilhosPSS. PedroSantos

Estivemos com o deputado Pedrosa e há muito que não o víamos tão sorridente. Ainda pensámos que era por causa das férias mas, depois de falarmos um pouco com ele, percebemos que a razão tem já a ver com as próximas eleições. A confusão que se instalou no PSD está a dar-lhe razões para andar sorridente. É quase como se já estivesse a preparar o discurso de vitória do seu partido. Ao mesmo tempo, sentimos nele um pouco de pena por aquilo que o Santos está a passar. Ler no jornal que não lhe dão o apoio que precisa e que querem aproveitar-se do que foi o último resultado eleitoral não deverá ser fácil. A Cruz que o Santos agora carrega deverá ser assim bem pesada porque, além do oportunismo que se nota existir, o peso da ingratidão, misturado com uma boa dose de estupidez à mistura, deverão tornar o peso da cruz bem mais pesado do que a que Cristo carregou. O que nos espanta é o facto de, depois de tanta ingratidão, ele não ter ainda batido com a porta e ter deixado, neste ano que falta até às eleições, que os novo eleitos da concelhia se espalhem ao comprido com o que estão a ser as asneiras que têm vindo a cometer.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

10 Comentários

  1. Esperemos que não bata a porta e que o Cruz ganhe juízo e se deixe de ideias idiotas de querer ser cabeça de lista, para que o trabalho que o Santos tem andado a fazer possa ter continuação e não haja razões para o Pedrosa andar feliz.

  2. A única estupidez que eu vejo é a teimosia do Curioso em escrever que o PSD não apoia o Santos. Isso é que é teimosia a roçar a estupidez.

    O resto são fait-divers e as mentiras do costume. Todos sabem de onde elas partem.

    Pelo vistos o Curioso é o único “ignorante” no meio disto tudo.

  3. Imaginem que o Cruz apoia o Santos e até queria fazer parte da lista.
    Acham que dava alguma credibilidade? Não seria um factor de descrédito?
    O Santos não vai nessa.

    Tirem é de lá o homem!

  4. Desejava que todo o ser humano aprendesse e soubesse que, o que torna o mundo mais belo e agradável, são as diferenças que existem nele: A diversidade de raças, de cores, de credos, de culturas, é assim ou não? Se não aceita estas transformações e diferenças eu fico a desconfiar e aconselho a não sair de casa.
    O outro anónimo

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário