Espera que desespera

CuriosoCMMG, Férias, S. Pedro, Turismo24 Comentários


Com o calor e a época balnear já aberta, para muitos é o tempo de recuperar as perdas do ano e tentar equilibrar as finanças. Para a terra, é o momento ideal para poder ter movimento e poder parecer que não está morta. Quando temos conhecimento de algumas coisas, ficamos sem conseguir entender para que pagamos impostos. Sabemos que em S. Pedro este ano não vai haver praia e que as condições das estruturas de lazer existentes deixam muito a desejar, quer no que diz respeito ao aspecto quer no que diz respeito à qualidade da água. Hoje ficámos a saber que um dos equipamentos balneares do concelho está fechado porque espera há meses que seja feita uma vistoria para que assim possa abrir portas. Não sabemos ainda se o atraso se deve ao Turismo ou à câmara mas acreditamos que nenhuma das entidades está isenta de culpa neste assunto. Ainda assim, se a culpa é do Turismo, devia a câmara pressionar para que as coisas sejam aceleradas. Se a culpa é da câmara, há de por na rua quem não faz o que devia. Este é um exemplo de como a terra parou no tempo e temos a clara sensação que todos se estão a borrifar para o que acontece por cá e que nem mesmo com o verão existem mudanças. Mas, como para o ano há eleições, temos a esperança que nessa altura a vistoria seja feita e a terra possa parecer que está vida!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

24 Comentário em “Espera que desespera”

  1. Avatar

    Por vezes não entendo o Curioso. Mas qual é o espanto? Os senhores e senhoras que estão na câmara têm que deixar as coisas andar muito tempo para ser resolvidas. Como não há construção, a industria não cresce e o comércio morreu eles têm que demorar para pensar que estão com muito trabalho. Se despachassem as coisas rapidamente depois deixavam de ter o que fazer e apercebiam-se que afinal a Marinha já morreu e só espera que a certidão de óbito seja passada.

  2. Avatar

    Realmente!!! No outro dia assisti à frustração de imensas crianças que se deslocaram com os professores e encarregados para passar um dia de diversão no parque aquático e acabaram à porta…É claro que não sei de quem é a culpa, até pode ser do próprio complexo, mas que não se entende, não.

  3. Avatar

    Sejam quais forem os problemas, a Câmara deve ter um papel nisto. Deve ser um agente de resolução de problemas e não um agente criador de obstáculos.
    Há que apoiar as nossas empresas e contribuir para a criação de riqueza e manutenção dos postos de trabalho.

  4. Avatar

    Estão todos a partir de um pressuposto errado. Esta câmara nada tem feito para ajudar. Disseram que ia haver uma proximidade entre a câmara e os munícipes com o simplex, mas nada se vê. Se queremos falar com o presidente da câmara, mais vale tentar uma audiência com o presidente da república que é mais fácil (nesta parte até entendo porque se ele não está a mandar não deverá ser a ele que devamos pedir que nos receba). Mas nada se nota que estejam a fazer para ajudar quem aqui vive.

  5. Avatar

    A prepotência e arrogancia com que a camara trata os municipes e comerciantes, retira o ânimo as pessoas. Estes Senhores ainda nao entenderam que deveriam ter um papel facilitador e incentivador para que a cidade possa crescer e desenvolver. É por situaçoes como esta que a cidade está no etado em que se encontra (veja-se o centro historico ). O Caso da não abertura do Mariparque deve ser mais um desses casos. Fala-se demasiado que o futuro do País está no Turismo e depois não se apoiam devidamente os diversos agentes.

  6. Avatar

    Acabei de saber o que julgo serem as verdadeiras razões da ainda não abertura do parque aquático. A serem verdadeiras, como parece, a Câmara está a ter uma posição responsável evitando males maiores, não tem qualquer responsabilidade e até se tem mostrado interessada na ajuda para a resolução do problema.
    Ás vezes as coisas não são o que parecem.

  7. Avatar

    Parece impossivel que o sr ex presidente da Junta de freguesia, agora vice-presidente da Cãmara, se tenha esquecido tão depressa da sua terra. Será que se “vendeu” aos politicos compinchas. Vamos esperar, pois no proximo ano haverá eleiçoes autárquicas! Pode ser que se volte a lembrar quando for a campanha e precisar de votos!

  8. Avatar

    O comentador 7 lançou lenha para a fogueira mas bateu em retirada. Que problemas são esses que existem que justificam que a não seja feita a vistoria e que o facto de estar fechado evita males maiores? Há todo o interesse em que se saiba.

  9. Avatar

    VISTORIA APROVADA …
    O que será que mudou em tão pouco tempo para agora estar tudo bem? Será milagre ?

  10. Avatar

    Se estava tudo parado, que levou a que agora tudo ficasse despachado.
    Concordo com o comentário 11. Parabéns Curioso. Vale a pena falar nos assunto. Há sempre alguém que lê.

  11. Avatar

    Está-se mesmo a ver que foi o alerta do Curioso que fez com que alguém se lembrasse de emitir a licença, porque o serviço que emite as licenças ou o que determina as vistorias, não sabia que era verão e altura do equipamento “facturar”. E mesmo o empresário, tem andado distraido sem se chatear por não ter licença para trabalhar.
    Mas será pedir muito que sejam intelectualmente honestos e não queiram fazer de nós parvos? Se é ámens que querem, criem um club de fãs e divertam-se. Bem trabalhado e com os apoios certos, pode até ganhar as eleições. Não sei é o que é que depois fariam com a vitória, de tantas ideias que por aqui lançam.

  12. Avatar

    Pode não ter sido o Curioso a fazer o alerta mas se não for aqui nada mais se consegue saber do que se passa na Marinha, das coisas que deviam ser feitas e não são.
    O anónimo 14 está cheio é de dor de corno.
    Continue Curioso porque é por motivar comentários destes que mostra que incomoda.

  13. Avatar

    Caro comentador 16, pelo nível da resposta, deve ser só a dor de corno que sabe identeficar bem; Afinidades. Cá por mim, conheço a dor de alma que me causa conviver com tanta estupidez

  14. Avatar

    Mas afinal quem é a entidade responsavel pela emissão da licença de utilização do parque aquático?

  15. Avatar

    Pelo que obtive de informacao os vieirenses tem sido os mais prejudicados, para alem da empresa, porque este empreendimento de animação e único na zona centro, traziita gente a Vieira. Segundo sei a vestoria e feita por 4 entidades liderada pel câmara e parece que foi quem atrasou todo o processo por alguns diferendos da câmara com a empresa proprietária do Mariparque. Nao obstante tudo isto quem mais perde e o concelho e os
    VIEIRENSES,

  16. Avatar

    VIeirenses, temos de estar atentos, porque o que se passou com o Mariparque que a todos prejudicou, com tantas exigências e preciosíssimos, vamos ver a câmara vai agora ser tao zelosa na abertura do outro complexo de piscinas numa outra praia do concelho ? Estejamos atentos…… Agora que ele foi beber ideias na recente viagem ao Dubai.

  17. Avatar

    Curioso, soube que o presidente da câmara foi de ferias ao Dubai com um empresário do turismo de s.pedro moel , será que vai aproveitar as ideias lá obtidas para melhorar as praias do nosso concelho ? Sim porque o nosso concelho precisa de alguém com ideias e visao para o promover ! Aguardemos pelo futuro.

  18. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Tínhamos conhecimento mas pensamos que terá sido uma deslocação em período de férias que, como é óbvio, apenas a ele diz respeito e que não afectará a sua acção enquanto presidente de câmara e, como tal, não deveremos fazer disso menção.

  19. Avatar

    Isso seria se a intenção fosse apenas lúdica, mas não. Soubemos de fonte segura, que dali nascerá a próxima cartada eleitoral. Nem mais, nem menos, a construção de uma ilha artificial como a deles lá no Dubai, só que em vez de palmeira é com a forma de garrafa e copos, em homenagem à indústria de cristalaria que Deus haja. Inovador vai ser o projecto energético, em que os turistas em vez de pagarem os custos do spa, podem em alternativa dar ao pedal para produzir energia e reduzir a factura das férias, foi a condição da Troika. O Álvaro que me perdoe por delatar aqui o projecto que acho incrível de futurismo.

Deixar uma resposta