CMMGLeiria

Hoje pusemos-nos à estrada. Lembrámos de ir dar uma volta pelas freguesias do concelho e também aqui ao lado, em Leiria. Chegámos ao fim com uma sensação de desespero. Por aqui, na terra, nada acontece, nada se vê, nada progride. Depois de algum tempo sem ir a alguns locais, o que encontrámos não foi nada de melhor ou de evolução. Fui muito mais do mesmo. Tem-se falado muito no centro histórico e como está morto, esquecendo o que são os lugares mais periféricos. Lá, como no centro, tudo está parado. O sentimento que captámos das pessoas com quem nos cruzámos e falámos é de que nada evolui e nada cresce. As preocupações, se as há, de quem manda centram-se em outras coisas que não o crescimento. Mesmo em tempo de crise, de falta de dinheiro, nota-se que não existe uma preocupação em inovar, em usar os poucos meios que possam existir para dar a quem aqui vive uma esperança de que algo vai mudar. Estamos parados no tempo.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 comentários

  1. Para se perceber bem as razões da inércia deste Concelho, basta consultar neste Blog o tipo de comentários e entusiasmo nalguns artigos, do tipo “A missão impossível do Santos” e outros de género.

    Rapidamente se percepciona para onde se canalizam em geral as sinergias de alguns “pensantes” cá da terra… e tudo vai girando em volta do mesmo, lamentavelmente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário