Freguesia abandonada

Categoria Álvaro, CMMG, Moita, PS, Vieira by Curioso12 Comentários


Quando há uns anos a Moita saiu de Alcobaça e passou para a Marinha, as promessas de que iria ser alvo de mudanças para melhor, alguns acreditaram. Pela mão do PS, com o objectivo de conseguir ganhar os votos que lhe permitiriam ganhar as eleições, como veio a acontecer, a Moita lá ficou ligada à terra. Apesar de não se ter entendido muito bem a justificação dada para tal mudança, houve quem pensasse que o tratamento iria ser o mesmo que tem sido dado à Vieira. Enganaram-se. Ou melhor, foram enganados. Hoje a Moita continua a ser o que foi, sem melhorias e sem nada que os leve a dizer com orgulho que pertence à Marinha. Muitos já dizem que o melhor teria sido terem ficado onde estavam. As diferenças são visíveis entre o que Alcobaça faz e o que a Marinha faz pelas freguesias e lugares mais afastados. A gestão que tem sido feita leva a que tenhamos muitas dúvidas em relação ao que deveria ter sido feito, tendo em conta as promessas feitas. Também aqui o Álvaro abandonou o outro Álvaro em relação ao que prometeu.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Retirado do site da Câmara:

    FÓRUNS DE CIDADANIA – MARINHA GRANDE: QUE FUTURO?
    A Câmara Municipal da Marinha Grande vai promover no âmbito do processo de Revisão do Plano Diretor Municipal da Marinha Grande (PDMMG) os “Fóruns de Cidadania – Marinha Grande: Que Futuro?”, para constituição de uma plataforma de concertação, com todos os cidadãos, interessados em participar numa reflexão estratégica para o concelho.
    O principal objetivo para a realização destes fóruns que compõem o arranque desta plataforma, centra-se na necessidade de uma discussão alargada sobre o futuro do território, sobre quais deverão ser os objetivos estratégicos que estarão na base da futura revisão do PDM no sentido de permitir não só uma reflexão temática, como um espaço de esclarecimento e formulação de sugestões.
    Serão realizadas diversas sessões, três das quais com a população, uma por freguesia e as restantes especificamente orientadas para os agentes de desenvolvimento local mais representativos.
    Este debate descentralizado contribui para incentivar a participação da população na discussão da construção do futuro, e qual o desenvolvimento que se pretende para o concelho, através da definição dos objetivos estratégicos que serão plasmados na Revisão do Plano Diretor Municipal.

    FÓRUNS DE CIDADANIA: MARINHA GRANDE: QUE FUTURO?
    QUE VISÃO?
    QUE ESTRATÉGIAS?
    QUE DESENVOLVIMENTO?
    PARTICIPE NA CONSTRUÇÃO DO NOSSO FUTURO!
    Calendarização dos Fóruns de auscultação da população:
    10 de maio | 21h00
    Clube Desportivo Moitense
    Destinatários: População da freguesia da Moita
    15 de maio | 21h00
    Auditório da Junta de Freguesia de Vieira de Leiria
    Destinatários: População da freguesia de Vieira de Leiria
    16 de maio| 21h00
    Auditório da Biblioteca Municipal da Marinha Grande
    Destinatários: População da freguesia da Marinha Grande

  2. Avatar

    O Curioso tem o objetivo de destabilizar a Moita de forma a provocar fissuras dentro do PS. Mas não acredito que o Alvaro Martins vá em cantigas. O curioso está a fazer uma campanha vergonhosa de ataque ao partido socialista.

  3. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Como já antes referimos, qualquer comentário que contenha nomes que procurem fazer a identificação de quem escreva, dos muitos que têm aparecido, serão editados ou eliminados. Mesmo escrevendo já de acordo com o novo acordo ortográfico, aceitamos o resto do seu comentário.

  4. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Respondendo ao seu comentário, nenhum interesse temos em destabilizar ou criar fissuras no PS, até porque nada temos contra o partido (ou qualquer outro). O que escrevemos é apenas o resultado do que nos é dito por quem lá habita. Como não temos nenhum interesse em que não sejam escritas algumas coisas que podem por em causa as boas vontades da câmara, não vemos porque não colocar o que ouvimos.

  5. Avatar

    E o PS necessita que alguém o destabilize? Eles estão a fazer tão bem esse trabalho sem ajudas externas.

  6. Avatar

    Caro anónimo. Como referimos, não adianta estar a fazer comentários com nomes porque não serão publicados. Os 5 já feitos, que vêm todos de anónimo, com nomes diferentes não serão publicados.

  7. Avatar

    O Drº Alvaro Martins conta com todo o apoio do PS e o PS conta com a excelente colaboração do Presidente da Junta da Moita.
    O curioso pode tentar o que entender mas as relações são como sempre as melhores.
    Num partido democrático existe espaço para a troca de ideias.

  8. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Em momento algum fizemos referência às relações entre os dois Álvaros ou entre eles e o PS. Pelo que refere, saberá mais do que nós e quase parece que quer justificar algo que nem nós sabíamos. É que quando se necessita de justificar algo que não foi sequer falado, é porque há alguma justificação que sente necessidade de dar. Tal como os que padecem de pouca honestidade são os primeiros a dizer que são os mais honestos, aqui parece querer dar a ideia de uma coisa que na realidade se calhar não existe. Mas agradecemos a dica!

  9. Avatar

    Algum dos que está encarregue de justificar as acções do PS escreveu demais eh eh eh eh. Fiquei a saber que há problemas internos por causa da Moita. Boa anónimo 9, ganhou o dia eh eh eh

  10. Avatar

    Em bom rigor, o Sr. presidente da Cãmara não está imune á responsabilidade no abandono a que foi dotada a freguesia da Moita, e, nem mesmo o Sr. vereador Vicente está livre de crítica, mesmo apregoando que a Moita é “estrangeiro”.
    Mas mesmo em boa verdade, o grande responsàvel por a Moita estar a regressar aos tempos do lugar da freguesia de Pataias, é sem dúvida o Sr. presidente da Junta de Freguesia da Moita. É ele quem vota os Orçamentos na Assembleia Municipal contra os interesses da população da Moita; é ele com a sua ação controlista, concentra os poderes dos orgãos decisivos para o desenvolvimento da freguesia e ações prestativas á população (Junta de freguesia, Assembleia de freguesia, Associação de S. Silvestre, Colectividade,,,), ninguém sabe onde começa ou acaba am as obrigações, ou independência de cada um; é ele quem não usa o poder para firmemente exigir, ao que à freguesia foi prometido e tem direito; é ele que em vez de estar ao serviço da população se submete ao seu partido, esquecendo os seus eleitores; foi com a sua aceitação que apenas e só, houve alcatroamentos nas ruas envolventes á sua residência, apesar de se justificar que houve alcatroamentos contra sua vontade e por imposição da Câmara.
    Por aqui me fico, lembrando apenas que o Sr. presidente da junta, foi eleito pelas pessoas da Moita, nâo foi pelo PS:

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address