ÁlvaroUDL

Mais uma vez o negócio do UDL e do relvado que está por pagar tem mais um episódio. Mais uma vez a empresa que forneceu o relvado ali está a tentar receber o que lhe é devido. Ali está a agora vereadora e mais umas quantas pessoas a tentar fazer o que o Bartolomeu conseguiu: não pagar. Quando a semana passada lemos a afirmação do Álvaro que não iria pagar dívidas de terceiros, gostaríamos de o ver justificar tudo o que está a acontecer. O bom negócio que fez, que até o repetia, tem hoje mais um desenvolvimento. Quando se dizia que a terra ia ser falada pelo facto de UDL estar cá a jogar e quando nós dissemos que não, estávamos errados. Fala-se na terra e muito, mas pelas razões erradas. A vergonha que é um credor estar mais uma vez para tirar o relvado parece não ter fim. Lamentavelmente nem todos sentem essa vergonha ou daí retirariam as devidas consequências.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

27 comentários

  1. Os negócios ruinosos para a Autarquia do Alvaro no seu melhor! Demita-se ou pague o relvado.É o melhor que tem a fazer.Pensava que o Bartolomeu só enganava o Castro? Enganou-se.

  2. Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah Ah ah … Esta é a reacção do Castro quando soube o que aconteceu hoje.

  3. Esta novela tem um único culpado ele é Àlvaro Pereira.Incompetência, impulsividade, má educação, teimosia e sede do poder pagam-se caras. Era hoje vê-lo junto á Portela de telemóvel na mão(estaria a telefonar ao amigo Bartolomeu?)e ora afastar-se ao falar com directores do A.C.M. ora com os elementos da empresa que colocou o sintético, ora com o executor de penas, ora com as duas advogadas.No final desapareceu com mais elementos da câmara. E agora Dr. ainda acredita no seu amigo Bartolomeu?.

  4. Não estaria a telefonar ao advogado da câmara que, apesar de haver vários juristas na câmara e advogados, optam por pagar a um advogado externo. Não é exclusivo deste executivo mas se os advogados que a câmara têm não servem e tem que se contratar advogado externo, para quê manter tantos lá?

  5. Não tinha sido dito que tinham encontrado uma solução qualquer que iria impedir que o relvado fosse retirado? Afinal não funcionou. Se eles vieram hoje para o tirar de novo.
    Que promessas foram agora feitas?

  6. Possivelmente as promessas foram antecipadas do pedido de alguma espera, até se encontrar uma receita extraordinária, do tipo, aumento dos preçários, para que o povo, como sempre, pague mais esta fatura. E terá que ser quanto antes, para que se esqueça rapidamente. Hà eleições para o ano…

  7. Seja qual for a justificação ou desculpa que possa ter sido dada, não se compreende como, depois de todos lermos no jornal que ele disse que não paga dívidas de terceiros, se continuar a envolver. Se não tem a ver com as dívidas, porque é que o presidente da câmara esteve lá? Tem ou não a ver com o assunto?
    Cada dia que passa ele enterra-se mais. Mais valia dizer de uma vez por todas que ou a câmara paga e depois sofre as consequências ou diz de uma vez que nada tem a ver com o assunto e aí nunca mais aparece. estar a dizer uma coisa para os jornais e depois fazer outra é muito mau. Mau demais!

  8. Mas o relvado foi levantado?

    Não foi e não vai ser porque nem o ACM nem a autarquia devem o sintético.

    Cá estaremos para ver.

  9. O presidente se esteve lá como diz o curioso fez muito bem porque está a defender os interesses de um clube do concelho.
    Não vejo qual é o problema estando o vendedor a tentar pressionar o ACM o Alvaro tinha que lá estar mesmo não sendo já possivel legalmente levantar o sintético da Portela por mais que o vendedor tente.

  10. O relvado está instalado e se de acordo com o que é dito faltam cerca de 80 mil euros para o acabar de pagar a autarquia deveria faze-lo sem que veja nisso algum problema de maior porque estaremos sempre a falar numa verba muito inferior a um sintético e mais tarde ou mais cedo esta ou outra qualquer autarquia ajudariam sempre o marinhense a pagar um novo campo.
    A verba seria sempre muito inferior à dispendida pelo Drº Cascalho para o SLM.
    Sinceramente não vejo motivo para este alarido todo estando o campo a ser utilizado por muitas crianças da marinha.

  11. O sintético da Portela foi levantado?
    Se o Leiria não tivesse vindo jogar para o estádio da marinha o ACM tinha campo sintético na Portela?
    Não, não e não.
    Os diretores do ACM sabem que com as gigantescas dividas que a anterior direção deixou nem daqui a 20 anos.
    Só por este motivo a presença do UDL já foi muito positiva porque permitiu ao maior clube do concelho com maior número de atletas e com o maior palmarés passar a ter condições condignas que nunca seria possível.
    Se calhar é mentira não?

  12. @Anónimo Caro anónimo. Provavelmente não teria relvado, tem razão. Resta saber é quem o irá pagar. Não acreditamos que a direcção do ACM aceite ficar com um relvado que sabe que não está pago. Sendo como refere e acreditando que terão que o pagar, esse encargo será algo não planeado que causará dificuldades não planeadas.

  13. Há aqui um comentário de uma pessoa que devia ter vergonha na cara antes de ofender o Sr. Presidente.
    Este senhor que por aqui anda é deputado na Assembleia Municipal ajudou a fazer a cama ao João Barros e pertenceu á anterior direção do ACM.
    A esse senhor pergunto onde param os 800 mil euros do negócio da venda dos terrenos da Portela? e agora vem atacar quem arranjou uma solução para o marinhense ter um campo sintético.
    Este senhor não arranjou uma solução para ajudar o ACM e esteve tantos anos na direção e nunca explicou o que se fez ao dinheiro que o L´eclerc pagou para romper o negócio. Com esse dinheiro o ACM não tinha feito um sintético mas sim uma Zona Desportiva.

  14. ao curioso

    Se fosse verdade que a autarquia tivesse que pagar 70 ou 80 mil euros para o sintético da Portela era muito dinheiro?
    Se o SLM foi subsidiado em 110 mil euros o ACM não teria o mesmo direito?
    A autarquia mais tarde ou mais cedo ajudaria o ACM com uma verba maior porque a degradação da Portela era tão evidente que o clube acabava por fechar as portas.

  15. @Anónimo Caro anónimo. Nada temos contra o facto de a câmara ajudar os clubes da terra. Se tivesse pago a totalidade do sintético bem como dos demais clubes não veríamos mal. é claro que já outras prioridades mas seria uma opção.
    O que não entendemos é o facto de se andar com rodeios com o assunto e tentar-se mascarar a situação e andar-se com afirmações que, se por um lado, colocam a câmara fora da responsabilidade pelo pagamento, por outro há comportamentos que colocam a edilidade no centro do assunto.

  16. A autarquia não vai pagar um euro do sintético da Portela nem o ACM vai perder o relvado.
    Essa é um certeza juridica.
    Tudo o que se venha a dizer em redor deste assunto é demagogia sem sentido mas se ficam contentes de falar no assunto continuem porque assim não se fala de outros assuntos mais importantes.

  17. @Anónimo Caro anónimo. Pode ter razão. Não conhecemos as “artimanhas” que podem ter sido criadas para que isso não aconteça, nem sabemos da matéria para nos pronunciarmos, mas, sabendo-se que um clube tem muitas crianças a quem devem ser ensinados valores fundamentais para a sua vida, ficamos curiosos em saber qual a justificação que se lhes vai ser dada para explicar que treinam e jogam em relva que não foi paga e que, talvez por causa disso, os filhos de quem ali a colocou não possam jogar num qualquer clube porque os pais não os podem manter numa actividade desportiva por falta de dinheiro!

  18. Não percebo nada deste negocio.
    Afinal, quem é que fez a encomenda do relvado ao fornecedor? Se foi a SAD da União de Leiria, porque é que o fornecedor não tirou informações do cliente?

  19. @Anónimo Caro anónimo. Tanto quanto sabemos o presidente da SAD terá convencido o fornecedor da relva que iria colocar relva numa serie de campos no Botswana onde o genro treinava. Com isto, obteve alguma confiança e a esperança do fornecedor de fazer um bom negócio. Este era apenas mais um. Entretanto as coisas correram menos bem ao genro e foi afastado e, com isso, as possibilidades de serem colocados relvados (se é que alguma vez as houve). E assim se convence alguém a colocar um relvado sem uma entrada inicial avultada. Foi-nos dito que a relva teria o que se costuma colocar nos carros (reserva de propriedade) e parece que é isso que leva a que o relvado esteja em causa e possa ser removido. Claro que isto foi apenas o que ouvimos já que a câmara não revela nada sobre este tema.

  20. O curioso no comentário 22 mais uma vez está a inventar.

    O que refere em relação a um país africano só se colocaria com a empresa do genro do presidente do leiria que é treinador nesse país africano mas nem sequer foi a empresa dele que colocou o relvado. O curioso está a inventar e o que diz é totalmente falso.
    A empresa que colocou o relvado tem muitos negocios desde á muitos anos com o Bartolomeu pelo que nem sequer se sabe quem deve a quem e só por isso aceitou colocar o relvado sem as garantias necessárias.
    É MENTIRA que a colocação da relva tenha sido feita com reserva de propriedade.
    Mais uma vez o Curioso no seu melhor a inventar.

  21. O relvado da portela não tem qualquer reserva de propriedade da empresa que o colocou e parece impossivel como é que a empresa colocou o sintético sem qualquer garantia.
    Mas quem é que faz negocios de 150 mil euros sem garantias ainda por cima ao Bartolas e ao UDL?
    Cheira a jogada de empresários.

  22. @Anónimo Caro anónimo. Tal como referimos, apenas escrevemos o que já por várias vezes ouvimos. Se diz que não há reserva de propriedade, quem somos nós para desmentir mas não deixa de ser estranho, muito estranho, que as vezes que a empresa se deslocou à Marinha tenha sido com o intuito de remover o relvado. Se fosse por uma dívida simples teria ido tentar a bens da SAD e não ao relvado que até está colocado em terreno que não é do UDL.

  23. Não estaria a empresa a pensar que desta forma conseguia pressionar a autarquia uma vez que não teve o devido cuidado quando instalou o campo? Ou nos negócios que tem com a SAD do Leiria o campo estava incluido e estarão agora a empresa e o Leiria a tentar ir buscar a verba dispendida pressionanda a autarquia?

  24. @Anónimo Caro anónimo. Não temos conhecimentos da matéria suficientes para falar nas implicações jurídicas que possam existir mas parece-nos, pelo senso comum, que se fosse apenas por pressão teriam vindo uma vez mas à segunda já não viriam.
    Pelo que nos fomos informar com quem domina essa matéria, a falência ainda não foi declarada e não será isso que impede qualquer acto como o que foi tentado esta semana. Parece-nos, por isso, que aqui haverá mais do que contam.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário