Que irão fazer?

CuriosoÁlvaro, CDU, CMMG, PS, PSD, Santos8 Comentários


Ao longo deste mandato, tem havido acusações feitas à oposição de que têm deixado passar tudo o que tem sido proposto pelos vereadores do PS e, em especial, pelo que tem sido decidido pelo  Álvaro. Aquilo que a câmara não faz não lhes pode ser imputado, mas é difícil não pensar que a oposição tem deixado passar muito do que tem sido feito e mal feito. Temos vindo aqui a falar num dos exemplos do que tem acontecido com uma má decisão tomada pelo presidente da câmara e que passou graças à posição que foi assumida pela oposição. Só os tontos não reconhecem quando se erra e agora que começa a chegar o momento de se apurarem responsabilidades e daí retirar as devidas consequências. Começamos a ter que pensar no que irá ser a posição que cada um dos vereadores que se encontram na oposição e o que irão fazer. Sabemos que uma vereadora está numa posição difícil por poder ter interesse no sentido da decisão que vier a ser tomada e que a sua impossibilidade de votar poderá levar a que o voto que qualidade do Álvaro faça passar uma decisão que limpe a sua imagem. É claro que a vereadora poderá pedir a sua substituição, ainda que temporária, mas, depois de tudo o que foi dito e feito, espera-se que toda a oposição não funcione como uns meros “yes man” que, com voto a favor ou abstenção, dêem cobertura às decisões que foram tomadas pelo Álvaro. É chegado o momento de agirem e, se temos um claro exemplo de uma má decisão, é altura de exigirem que comecem a ser feitas coisas a favor da terra. O mercado, a piscina e o centro histórico, entre outras coisas, não podem ficar esquecidos. Se sabemos que as condições postas para que o orçamento fosse aprovado não foram cumpridas, irá a oposição cair na mesma conversa com mais promessas?


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 Comentário em “Que irão fazer?”

  1. Avatar

    Do que conheço do António Santos sei que é uma pessoa séria e coerente.Não vai com certeza dar o dito pelo não dito.Levantou o problema das garantias com Leiria,tem, segundo o que leio, posto reticências à continuidade do união pelos encargos que trás para a Câmara. Dizer agora o contrário, era o mesmo que ser troca tintas.Não acredito que isso venha a acontecer. Cabe ao presidente decidir. Confio no António Santos pq sempre o considerei.

  2. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. É verdade que foi escrito um artigo com essas reticências. Também é verdade que foi, até agora, o único que aceitou participar num debate que, pensamos, poderia por a nú muita coisa. Acreditamos que não irá aprovar algo que possa ser entendido como um favor ao Álvaro. Mas há mais vereadores e, se também acreditamos que não irão estar a dar cobertura a erros, não podemos esquecer que a vereadora Alexandra representa o ACM e que, uma decisão que rejeite que o pagamento do relvado seja feito pela câmara, pode levar a que o mesmo seja removido. Isso leva a que o ACM tenha que encontrar uma solução. Perante esta situação e conflito de interesses, a vereadora poderá não poder votar o que leva a que exista um empate. Com esse empate, o voto do Álvaro vale por dois e… a decisão passa, com claro prejuízo dos munícipes por uma decisão que apenas beneficiou o União de Leiria. E depois como é?

  3. Avatar

    Na realidade neste país todos queremos ser juízes em causa própria. Pelo que me foi dado saber a Drª Alexandra Dengucho esteve na reunião não como vereadora da CDU mas como fazendo parte dos Orgãos Sociais do A.C.M.. Pois agora a batata quente está nas mãos do Álvaro e Cª, não foi por ignorar os “negócios” do Sr. João Bartolomeu. Será uma vergonha o levantamento do sintético da Portela mas se tal acontecer seria bom que o A.C.M. viesse para a praça pública todo o tratamento que este clube teve por parte da Autarquia e UDL.

  4. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. O que refere quase faz lembrar a “Olívia patroa e Olívia costureira”. Então quando é que a vereadora age nessa qualidade? É por intervalos de tempo? Deitando moeda ao ar?

  5. Avatar

    Por aquilo que tenho lido quem vai viabilizar este negócio com o futebol de Leiria, ruinoso para os cofres da Câmara da Marinha, ainda é o PCP! E esta heim!

  6. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Existem formas de o PCP ultrapassar o conflito de interesses que possa existir. Basta querer. Claro é que, se o PCP nada fizer a sua responsabilidade passa a ser acrescida e poderá ficar em causa a legitimidade da vereadora no lugar que ocupa.

  7. Avatar

    Ele há cada curioso ao fazer comparações que mais parecem anedotas.Não queira comparar a velha rábula de Ivone Silva com a DrªAlexandra Dengucho que esteve na reunião da Câmara/União de Leiria. E se é verdade foi esta Srª que conseguiu uma solução provisória (até final do corrente mês), mas pelo que se sabe da UDL já não irá ser solução. Esta câmara nem pelouros distribuiu pela oposição,por isso mesmo temos a Autarquia que temos com problemas de toda a espécie e ainda os que estão para vir a público.

  8. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Pode ser anedota mas que tem, cada vez mais, contornos muito reais, tem. Na reunião que refere, a Alexandra esteve em que qualidade? Vereadora ou membro da direcção do ACM? E quando houver votação na câmara, vai estar em que qualidade? Não foram distribuídos pelouros pela oposição mas qualquer votação passará sempre por uma tomada de posição de todos os vereadores. Ela vestirá aí que papel? Vereadora ou membro de um clube interessado? E, seja qual for o sentido de voto, não estará em conflito com alguma das suas posições? É que se votar contra o pagamento pela câmara (admitindo que será isso levado a votação) não estará a agir contra o clube de dirige? E se votar a favor, não estará a ir contra os interesses da câmara?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address