O PCP local e os não-militantes

CuriosoCDU, Idiotas, UDL4 Comentários


Este fim de semana assistimos, numa das redes sociais, a um ataque cerrado ao PCP e ficámos com  a ideia de ali não existe democracia e que há militantes que são postos de parte. Em causa terá estado o facto de haver quem quisesse participar numa reunião e não tivesse sido convocado. Nessa reunião foi eleita a comissão concelhia e o Andrade ter-se-á mantido como responsável político e terão sido tomadas algumas medidas quanto às eleições autárquicas. Nada de anormal. O que estranhámos, no que foi escrito e pela forma como foi escrito, foi a forma tão pessoalizada como o tema foi tratado. Andámos a averiguar e fácil chegámos à conclusão que se tratava de uma questão pessoal e que as dores que se sentiam não eram as de outros militantes, como foi escrito, mas dores próprias. Para que se possa participar nas reuniões do partido é necessário, como em todos os outros, ter as quotas em dia e quem não as tinha não pôde estar presente. Por muito que queiramos entender as reclamações, temos muita dificuldade! É que para que se seja membro de um partido, e quando se quer participar, não se pode apenas aparecer de quando em vez e querer ter direitos sem cumprir obrigações. O PCP funciona, como muitos partidos, fechado dentro de si mas a ideia com que saímos do fim-de-semana de existirem militantes ostracizados não é a que temos agora! Às vezes é bom que se conte a toda a verdade e não se usem estes espaços, onde tudo se pode escrever, para tratar deste modo alguns assuntos.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 Comentário em “O PCP local e os não-militantes”

  1. Avatar

    No grupo da Marinha está a informação que militantes rasgaram os cartões. Terá sido o Próspero e a mulher a fazerem-nos por certo mas foi à tesourada porque cartões em plástico não se rasgam.

  2. Avatar

    Não acredito que o Próspero tenha rasgado o cartão, anda tão empenhado em destruir o PS. Aliás é de notar a falta de democracia que ele tem nesse grupo da Marinha Grande. É verdade o cartão é de plástico. Será que o curioso sabe que lugar lhe reservaram para as próximas eleições?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address