ÁlvaroLeiriaUDL

À medida que os dias vão passando, as informações vão aumentando e dando uma perspectiva nova sobre o que se passa na terra. Hoje sabemos que foi por mera sorte que o camião que vinha tirar o relvado foi para o estádio e não para o Atlético e, por coincidência, apanhou o Bartolomeu à saída e com isso conseguiu que se atrasasse o levantamento da relva. Sabemos também que o Álvaro, chamado de urgência a Leiria, afirmou que ele próprio pagaria do seu bolso o que está em dívida apenas para não ficar mal. Sabemos ainda que o União conseguiu que a relva fosse colocada graças a uma garantia do SLB. Por fim, sabemos que no dia 29 se realiza o último jogo do União aqui no estádio e que no dia 30 ele deixa de ser necessário. Tudo isto se sabe hoje e tudo isto leva a que cada vez tenhamos mais dúvidas sobre a forma como tudo aconteceu e está a acontecer. De um modo ou outro, o União conseguiu atrasar tudo até ao momento em que não necessita mais de usar o estádio e, a partir daí, o que acontecer se verá. As garantias que podem agora ter sido entregues valerão tanto quanto o que valeram até agora… pouco ou nada. Seja qual for o desfecho que isto irá ter, nunca poderemos acusar o Bartolomeu de não ter sabido defender os interesses do União. Até ao fim conseguiu que se realizem os jogos e, mesmo com a ameaça do Álvaro de que o jogo no domingo não se iria realizar, conseguiu estender o prazo para uma data em que já nada importa. Tem mérito!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 Comentários

  1. O Bartolomeu em Leiria não pagou nada e veio para a Marinha seguindo a mesma linha de rumo. Nada pagar…Então quem vai ter que suportar estes custos? Evidentemente que há só uma população a suportar.É a população da Marinha, Vieira e Moita.Mas com quê? Com o IMI,IMT,IRS,TAXAS,IUC e outros impostos que nos saem dos bolsos diariamente. Mas que “ganda” negócio!…

  2. No Diário de Leiria vem isto hoje:
    “Dívidas da SAD da União ascendem a 6,5 milhões de euros

    A Fátima Expresso – Agência de Viagens e Turismo, o FC Porto, o Grupo Lena, a Leirisport e o Estado são os principais credores da União de Leiria, num total de 6,5 milhões de euros A empresa de Fátima que requereu a insolvência da União de Leiria SAD alega que o passivo da sociedade ascende aos 6,5 milhões de euros, um dado que consta do processo a que a Agência Lusa teve acesso.
    Para além da dívida reclamada pela empresa (154.426,31 euros), a Fátima Expresso – Agência de Viagens e Turismo, LDA, informou o Tribunal Judicial de Leiria que a SAD da União de Leiria “acumulou um passivo de importância considerável, pelo menos no montante de 6.586.808,85 perante outras entidades”.”

    E agora Dr. Álvaro, ainda fazia de novo o protocolo com o UDL?

  3. Hoje o anónimo que tudo sabia sobre o estádio não diz nada? Eu aqui à espera que ele viesse dar uma das suas explicações e afinal, nada. E ainda estou À espera de saber os custos para completar as contas.

  4. A sério? depois do dia 29 de Abril o Leiria já não necessita do estádio? e onde vai jogar as três jornadas que nessa altura ainda faltam para terminar o campeonato? Será no campo da Portela? Aí não deve ser uma vez que nessa altura já não existe sintético. Provavelmente vão jogar na Praia de S. Pedro. Por favor alguem acredita no que aqui é dito? O SLB e o Presidente da autarquia é que deram as garantias. Macaco intelegente e advinhão. Temos macacada.

  5. @Anónimo Caro anónimo. Dia 29 o União irá jogar cá com o Feirense. Dia 6 irá jogar com o Benfica. Dia 30 é a data limite para o pagamento o que significa que entre o dia 1 (feriado) e o dia 6 há 3 dias úteis durante os quais a probabilidade de haver alguma acção do tribunal é mais do que improvável. Dia 13 é a última jornada cá com o Nacional que,haver jogo ou não será irrelevante pois as posições estarão já definidas. Quanto às garantias que refere, a ser verdade o que refere, então significa que o Presidente da autarquia já se travessou mesmo sem o acordo da oposição? Se assim for, é pior do que sabíamos!

  6. Nem o Presidente da autarquia nem o Glorioso SLB deram qualquer garantia. Isso não tem qualquer fundamento. As garantias são apenas do clube que o mandou instalar e que pelos vistos não tem qualquer valôr como todos sabemos.
    Apesar do Presidente e todos os vereadores serem também responsaveis por não terem exigido garantias bancárias considerando a pouca seriedade do Presidente do Leiria não existem duvidas que os maiores responsaveis são os advogados da camara a quem competia detetar qualquer falha no contrato entre ambas as partes.

  7. @Anónimo Caro anónimo. Tanto quanto sabemos, o relvado foi colocado em Outubro com utilização de garantias provenientes do SLB (caso não saiba há muitos negócios nesta área) daí que não tenha sido pago na totalidade. Se ler o que escrevemos, não nos referimos ao que aconteceu na passada sexta-feira.

  8. Onde estavam os juristas da autarquia quando permitiram um contrato sem qualquer garantia?

    Será que o contrato não foi previamente analisado por juristas?

    Se fosse no privado o caminho era o despedimento mas como é no estado aceita-se tudo porque quem paga é o contribuinte.

  9. Não é justo que estejam a culpar os juristas da câmara. Em primeiro lugar, os juristas que lá estão apenas sabem fazer processos de contra-ordenação e aplicar coimas. Eles não têm qualquer prática em analisar contratos ou fazer outra coisa senão aquilo que fazem. Por isso é que a câmara gasta milhares de euros com honorários de advogados externos (todos do PS) quando poderia usar os da câmara se fossem bons ou se tivessem sido contratados com base em critérios de competência. Em segundo, a responsabilidade é sempre dos políticos que fazem a negociação.

Comentários estão bloqueados.