CMMGLeiria

Agora quando se quiser andar em quase qualquer via rápida, tem que pagar. A ideia dos utilizador-pagador é o que está na moda. Dentro de pouco, só falta mesmo pagarmos porque necessitamos de respirar. Sim, porque também isso deverá passar a ser tributado. A vida por estas bandas está cada vez mais difícil e a tendência será para piorar. Já tínhamos pensado não voltar a falar do que se passa aqui na terra em relação ao comércio local, mas depois de hoje termos estado mais de dez minutos para conseguir entrar na estrada de Leiria, tal era o movimento de carros que para lá iam, não conseguimos deixar de pensar no que sentirão os comerciantes que, agora ao final do dia, olham para a caixa registadora e não verem sequer o suficiente para pagar o jantar. Não conseguimos também deixar de pensar no que pensarão os que aqui mandam para alterar esta situação. Com a decisão de por os parques pagos, alegadamente para ajudar o comércio; com as obras no centro junto à câmara paradas há já nem sabemos quanto tempo e que não permitem que por ali se circule; sem qualquer medida para incentivar a que se vá ao centro, ainda que seja para ver luzes, só resta ver mandarem colocar portagens para se entrar na terra. Está na moda e podia ser que assim as pessoas não saíssem para lugares mais aprazíveis para fazer suas compras ou para simplesmente andar um pouco a pé a ver montras!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 comentários

  1. É realmente assustador aquilo a que se assiste no centro da nossa cidade. Se dúvidas existiam relativamente ao impacto dos parquimetros e encerramento de uma das principais estradas no centro no movimento desta terra o tempo já decorrido dissipou-as! Ainda de lamentar a inércia da associação de comerciantes que nada parecem conseguir, ou querer, fazer para alterar a estagnação! Destes só se soube quando falsificaram moradas na junta de freguesia para conseguirem ter atestados de residência que lhes conferissem as respectivas “licenças” de estacionamento sem que tivessem de pagar para estacionar!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário