2012

Uma profecia previa o fim do mundo para Dezembro de 2012. Dizem os cientistas que tal não irá acontecer. Hoje, ao lermos as notícias, deparamos-nos com o pânico que existe em vários sectores financeiros com a eventual queda do Euro. Já em Julho aqui escrevemos sobre isso e parece que está a chegar o momento de começarmos a habituarmos-nos a deixar de usar a moeda que duplicou os preços. O fim do mundo pode aparecer em diversas formas e feitios. Não temos dúvidas que a queda do Euro poderá significar o fim do mundo como actualmente o conhecemos e que isso poderá mesmo acontecer como na profecia. Não temos ainda opinião firme sobre as vantagens ou desvantagens do fim do Euro mas parece ser uma evidência que ele está condenado ou, pelo menos, com um futuro gravemente comprometido. As consequências do seu aparecimento já as conhecemos. As do seu eventual fim… os bancos já se começam a preparar. Quanto a nós, já começamos a tentar recordar os que eram os velhinhos escudos!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 comentários

  1. A europa social,dos povos e solidária que nos venderam é uma treta.Mario Soares;cavaco,Durão Barrosa e tantos outros encaminharam este país para uma europa federalista,que condena os seus povos à miséria com a destruição de todo o sector empresarial e com a entrega da nossa soberania aos directórios estrangeiros comandados pelo capital financeiro.Foi este o triste resultado que está a levar à desgraça o país.E afinal temos cada vez mais uma europa desigual e estes senhores continuaam impunes a assobiar para o lado,como se não fosse nada com eles.E mais uma vez é o povo que tem de pagar a crise provocada para que o sector financeiro acumule lucros e receba milhões de euros que todos nós temos de pagar.

  2. Tivéssemos nós gerido bem o país e não teríamos problemas.
    Esbanjámos, endividá-mo-nos e depauperamos as finanças públicas.
    Possivelmente se houvesse uma Europa federalista a Alemanha não tinha deixado fazer tais barbaridades.

  3. O que se passa no país e em toda a Europa é a demonstração que o sistema capitalista como foi implantado fracassou. Agora andam todos a mando do que a Alemanha quer. Se ao longo dos anos que passaram, por imposição da Alemanha, as nossas empresas foram sendo encerradas, porque tinha que se comprar lá fora e recebemos incentivos para o fazer, agora fica mais evidente que tudo não passa de um plano bem elaborado. A Alemanha vai conseguir mandar na Europa, tal como Hitler planeou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário