Meia haste

Categoria Soares, Sócrates by Curioso4 Comentários


Durante as guerras, os judeus eram assinalados com uma estrela. Quem a usasse era pior que a peste. A Alemanha marcou assim os indesejados. Os tempos mudaram mas as ideias nem por isso. Vem agora uma sugestão dos donos da Europa de marcar os indesejados, uma vez mais. Desta vez não é com estrela mas com bandeira a meia haste. Os países incapazes, tal como nós, deverão usar bandeira a meia haste em caso de endividamento. A história não muda muito. Restará saber como irão os países que ao longo dos anos nos fizeram chegar a este estado irão usar a bandeira. Não concordamos com esta medida a menos que ela se estenda aos que nos conduziram a esta situação. Ver Cavaco, Sócrates e todos os que ao longo destes anos conduziram a esta situação usar uma estrela na lapela é algo que não nos parece mal.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Já alguém disse que a Alemanha iria conseguir de forma pacifica o que não conseguiu com a guerra e está a ver-se.

  2. Avatar

    Nós que gastámos mais do que devíamos!
    Nós é que recebemosos fundos comunitários para reestruturar a economia e esbanjamos tudo!
    Nós e que ignorámos o excesso de endividamento!
    etc, etc.

    E agora a culpa é dos alemães. Os alemães só nos dominarão porque fomos incompetentes!

  3. Avatar

    Acontece que, a continuar desta forma, os donos da Europa não”possuem” senão uma Europa que se desmorona à mesma velocidade que se endivida. Olhe- se o exemplo da Grécia…

  4. Avatar

    A culpa não é dos Alemães, obviamente. Mas marcar os países como se de um castigo se tratasse não me parece correcto. Monetariamente os erros estão já a fazer- se sentir na”carteira”de cada família.
    Há que convir que utilizar o símbolo de uma”nação” de forma a envergonhá- la pelos erros cometidos, e que estão agora a ser pagos a peso de ouro, não irá acrescentar nada a toda esta terrível situação!

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address