Arrepio na espinha!

Categoria Soares, Sócrates, TUMG by Curioso8 Comentários


Como  diz o anúncio da TUMG, a Marinha é grande mas nem sempre o é pelas coisas boas. Na terça o jogo teve o incidente do apagão, sem explicação dada. São os acordos e os campos que ninguém parece perceber. Há uns tempos atrás falámos aqui se um conhecido habitante aqui da terra que decidiu casar com pessoa do mesmo sexo. O cabeleireiro decidiu ser um dos novos casais. Hoje, enquanto esperávamos no médico, vimos numa das revistas que o casal continua a ser notícia. Desta vez a terra, porque de um natural se trata, não sai engrandecida com o que lemos. O casalinho adoptou uma criança. Pois é! Poucos meses depois do casamento já são vistos com um bebé. Nem falamos no tempo que um casal normal tem que esperar para conseguir uma adopção e que este casal não esperou… falamos na impressão que nos fez ver o que poderá ser a vida de uma criança a crescer no seio de um “casal” assim. Há coisas que entendemos, outras não somos sequer capazes de digerir e pensar que mais uma vez a Marinha irá ser falada por razões erradas custa-nos. O que Sócrates criou com estes casamentos está já a ter consequências, a nosso ver, negativas.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Ainda por cima, ao que se sabe, a criança é portafora do Sindrome de Down, o que, se por um lado permitiu a adopção célere, por outro lado, talvez para ela acabe por não ser muito problemático o facto de ter 2 pais…

  2. Avatar

    @Anónimo Caro anónimo. Não somos. Respeitamos as escolhas e gostos de cada um. Neste caso o que não entendemos e não aceitamos é que à criança não foram dadas escolhas nem possibilidade de crescer no seio de uma família tradicional, sem hábitos que desconhecemos quais sejam mas imaginamos.

  3. Avatar

    @Feiticeiro Se é verdade que a criança sofre do síndrome de down, não será isso que fará com que sinta mais ou menos a normalidade que são os pais. Pelo contrário. Se a criança já tem um problema de integração da vida normal, este será mais um problema. A nossa sociedade não vê com bons olhos estes casais e uma criança criada dentro deste tipo de realidade será sempre apontada. Ou seja, como se já não bastasse ela ter o problema de saúde, ainda lhe foram arranjar mais um.

  4. Avatar

    Sim, é verdade que a criança sofre de Sindrome de Down e sim, concordo que em termos de integração poderá ser ainda mais complicado, embora a “pena” com que as crianças com esse sindrome são vistas possa minimizar os efeitos de ter 2 pais.

  5. Avatar

    A criança tem uma vantagem. Pode sempre dedicar-se a qualquer desporto com joelheiras uma vez que lá em casa não deverão faltar eh eh eh

  6. Avatar

    Não sendo um assunto fácil de aceitar, parece-me preferível a adoção por casais homossexuais, a deixar as crianças a viver em instituições tipo Casa Pia.

  7. Avatar

    Ora então quando se fala de crianças assume- se que a expressão “do mal o menor”se aplica?
    Esquece- se por certo que serão crianças que irão crescer num seio que não irão rever no mundo exterior!

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address