Hoje precisámos de uma consulta no posto médico. Não quisemos ir de madrugada e chegámos já perto das sete da manhã. Não estava muito gente. Apenas a senhora de preto que estava lá desde o dia anterior com uma séria de marcações. Quando chegou perto da hora de atendimento, lá apareceram aqueles que estiveram a dormir até muito mais tarde do que nós e pagaram, a quem não passou recibo, para ter consulta. Nada que não estivéssemos à espera. Não quisemos fazer ondas até porque quisemos ver até que ponto quem estava no atendimento tinha conhecimento do que se passava lá fora. Pois também aqui não tivemos surpresas. Toda a gente sabe o que se passa mas ninguém faz nada. A vergonha das marcações continua e o director do centro é passivo em relação ao problema dos que precisam de consulta.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 comentários

  1. A atitude do director do centro é passiva porque muitos como o caro Curioso não querem fazer ondas! Deveria ter feito uma tempestade, um tsunami se preciso fosse. Se nós cá da terra que precisamos do centro de saude a funcionar honestamente não reclamamos porque irá o director chatear-se? Dá até ideia que estamos satisfeitos!A verdade é que se fossemos contar as reclamações feitas ficaríamos espantados com a inércia a que se aasiste. Há que dar esta situação a conhecer a entidades superiores ou não passaremos desta vergonha!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário