Quem está em cargos de destaque, sujeita-se a tudo ou quase tudo. A novela do ex-director do FMI vai continuar. Agora que quase se viu livre da acusação da empregada de quarto e quando pode vir a ser o novo candidato à governação de França, surge, 9 anos depois, mais uma “vitima” de tentativa de violação. Claro que se fosse por cá, corria o sério risco de ser absolvido, mas lá fora corre o risco de ver a carreira arruinada. Não queremos com isso afirmar que ele esteja inocente. Não sabemos. Mas que é muito estranho tudo surgir no momento em que ele até pode vir a ser o futuro presidente da França, é! A politica tem destas coisas: permite confundir-se o real com a ficção. No final, difícil vai ser saber se foi ou não verdade porque a dúvida de que tudo não passe de orquestração, tentativa de impedir que possa ser candidato ou mesmo aproveitamento não irá desaparecer. Claro que cá nada disto tem relevância porque nós aceitamos tudo, seja primeiros ministros sem habilitações, seja ministros com suspeição de corrupção… tudo vale porque em país de brandos costumes outra coisa não seria de esperar. Talvez por isso aqui nunca nenhum foi acusado de tentativa de violação!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 comentários

  1. Pois, mas por cá, violados, violados, anda por perto dos 1o milhões. Portanto, não se fazendo justiça aos violados, vai-se mudando de violadores.

  2. Ainda querem mais violações do que aquelas que Socrates e agora Paços fizeram e estão a fazer aos Portugueses.Somos todos os dias violados,humilhados e maltratados.
    Paços Coelho e Portas esta dupla de malfeitores não contentes com os PECs que aprovaram,logo que se sentaram na cadeira do poder trataram de fazer mais um.Os tais 50% quando nada tinham dito na campanha eleitoral.
    Uma carrada de mentirosos compulsivos que ninguém acredita mais.Tudo isto sobre a batuta do nosso Presidente da Republica que também quere fazer disto uma Republica das bananas.sorte e nossa…

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário