Já aí vem a ajuda!

CuriosoPS, Soares, Sócrates7 Comentários


Neste pequeno país, há os que mandam e os que gostavam de mandar. Os que podem e os que queriam poder. Essa distinção leva a que quando alguns falam, os que decidem escutem e façam. Aqui temos batido na tecla do apoio externo como sendo algo que Sócrates não quer ver como sendo necessário. Ontem o dono do Espírito Santo disse que, em relação à ajuda externa, “É urgente pedi-lo já, é grave se não for feito porque é preciso neutralizar este efeito da subida rapidíssima das taxas de juro, tranquilizar os mercados e tranquilizar os portugueses que se vão apresentar às eleições“. Sabendo nós que quem manda no país é Ricardo Salgado e que o que ele diz faz-se, iremos ter que nos preparar para o esforço da intervenção externa. Hoje nas noticias já se ouve falar que o PS já pondera essa ajuda. Pudera… quem manda neles já lhes deu o recado!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

7 Comentário em “Já aí vem a ajuda!”

  1. Avatar

    “Uma situação de emergência exigirá soluções de emergência”, diz o líder parlamentar socialista.

    O líder parlamentar do Partido Socialista admite um consenso pré-eleitoral para pedir ajuda externa. Uma hipótese que tem sido liminarmente rejeitada pelo primeiro-ministro.

    Em entrevista à Renascença, Francisco Assis considera que “estamos numa situação de emergência e situações de emergência exigem soluções de emergência e comportamentos excepcionais dos partidos”. E defende, desta forma, que, se for necessário, os partidos devem entender-se antes das eleições para encontrar forma de pedir ajuda externa.

    “Uma situação de emergência exigirá soluções de emergência. A situação é de emergência sob vários pontos de vista porque o quadro político é aquele em que vivemos, com um Governo de gestão, não podemos ignorar essa situação a dois meses da realização de eleições. Se porventura a situação se degradar a ponto de termos que encontrar uma solução de ajuda externa é evidente que o deveremos sempre fazer na base de um consenso”, disse.

    O socialista também não exclui a possibilidade de o próximo Governo vir a ser de Bloco Central, ainda que apenas num cenário pós-eleitoral. Já quanto à hipótese de o PS ganhar as próximas eleições, Assis concorda que isso cria um “incómodo” ao Presidente da República, mas o PS deve ajudar o Presidente a ultrapassar esse “incómodo” e manter um relacionamento institucional correcto com Cavaco Silva.

    Isto disse Francisco Assis (in. Económico)

  2. Avatar

    Seria uma boa análise, não andando muito longe da verdade. Só que não há verdades absolutas, ou então, os grandes responsáveis pela crise interna, pela situação a que chegámos, seriam o BES (à cabeça), o BCP, o BPI, etc. Com menos influência, estaria o BPN, o BPP, etc., parece-lhes?
    E os próximos responsáveis vão ser os trabalhadores, que vão ter o fundo de garantia das reformas a pagar a compra da dívida pública em vez dos bancos. Vamos ver é se registam as mesmas margens de lucro que o sistema bancário, ou se há desvios e descontos pelo caminho.
    O Salazar, não, que além de ter sido um arremedo de ser humano, não percebia grande coisa de finanças, mas um Marquês de Pombal, que faça a estas elites o mesmo que fez aos Távoras…não era matá-los, bastava enviá-los para serviços cívicos para a Costa do Marfim, Líbia, Afeganistão e às senhoras, para a Cruz Vermelha do Japão e para as ONG na África.
    Quanto aos partidos, tão virados para a lógica do carreirismo, dos alfobres de jotinhas, futuros lideres sem carisma ou yesman sem coluna, deveriam ponderar regenerarem-se e partir de novas bases. Mas isso era pedir à matilha de cães famintos que ficasse a guardar o talho.

  3. Avatar

    Tem alguma razão o ultimo comentador. A solução para o país está mesmo em deportar toda a classe politica e começar de novo. Com estes abutres, sempre os mesmos, no poder, nunca poderemos ser mais do que somos… NADA.

  4. Avatar

    Será que o Ricardo Salgado é mesmo quem manda na economia do País? Não serão os Mercados? E quem manda nos Mercados, neste caso os Mercados Financeiros? Serão os políticos? Não me parece! Pelo contrário: os políticos são escravos dos mercados de quem precisam para concretizarem as suas (?) ideias, em nome da defesa dos interesses de todos(?) os portugueses.O que me parece é que quem manda cá pelo país é o “senhor do mundo”, ou seja, o Capital, que joga a seu bel prazer com tudo e com todos.É o que temos e que teremos de ter até à eternidade…´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´`a

  5. Avatar

    Os criticos agora nada dirão…os que colocaram em questão se a informação aqui postada era fidedigna, que apelidaram o blog de ser o simples bota a baixo, de ser um antro de ataque pessoal perderam, desculpem a expressão, o pio! De qualquer forma como o post de hoje anuncia acertaram! É a gentinha que temos… Uns destacam se pelo melhor outros nem tanto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address