Dar música

A TUMG exerceu o direito de resposta em relação ao que tinha sido escrito há quase um mês num jornal. Foi um direito de resposta que teve que ser amadurecido pelo tempo. O problema no que foi escrito é que soa a que nos estão a tentar dar música, mais do que a esclarecer o…

Veja mais

Resposta

“Na sua edição do passado dia 17 de janeiro, o Jornal de Leiria publicou em editorial um texto com o título “Como se tenta silenciar a comunicação social” no qual é visada esta sociedade municipal, quem a administra e reflexamente a autarquia. Tal texto contém imputações falsas e insinuações tendenciosas que visam manipular a opinião…

Veja mais

Adiada

A reunião de logo, a extraordinária, foi adiada para segunda. Poderia escrever-se muito sobre a desorganização que existe, mas não há muito que se possa dizer que não tenha já sido dito. O que nos espanta é a forma passiva como os vereadores da oposição vão aceitando tudo isto. Entende-se que para quem está na…

Veja mais

5 anos depois!

Hoje chamaram-nos atenção de um assunto que foi muito falado no anterior mandato, já o foi neste e continua por resolver. Estávamos em Fevereiro de 2014 quando nos chegou a informação relativa a um jazigo que estava a ser construído fora das medidas permitidas. Passaram 5 anos e nada aconteceu. Em Abril do ano passado…

Veja mais

Não mate o mensageiro

Ao longo dos meses e anos que temos vindo a escrever tem-se assistido a uma enorme preocupação de alguns em ‘matar o mensageiro’ mais do que matar os problemas. Sem que tenhamos a pretensão de ser mais do que somos, reconhecemos que, numa ou outra situação, somos os portadores de informação que de outro modo…

Veja mais

Embaraço

É pena a reunião de amanhã não ser transmitida nem ser possível ter público. Por certo que irá ser divertido assistir à Patrícia e à Alexandra questionarem a Cidália sobre a anulação de uma decisão que ela defendeu. A Cidália vai ser, aliás, a única que deverá estar presente que votou a favor da decisão…

Veja mais

Por este ritmo…

Por este ritmo vai-se repetir o que aconteceu no ano passado. Não têm tempo para agendar os assuntos para serem discutidos nas reuniões ordinárias, com acesso do público, e vai daí agendam reuniões extraordinárias. Para amanhã esta agendada mais uma reunião, sem que se tenham dado ao trabalho de a publicitar, para discutir, entre outros…

Veja mais

O pedido

Sobre a questão que escrevemos há pouco da necessidade dos bombeiros da Vieira, fomos recordados por um munícipe que há dias, aquando do aniversário daquela associação, o presidente da associação afirmou que havia pedido à Câmara algumas coisas, entre elas duas ambulâncias, apesar de se contentar com uma, mas que nem resposta teve por parte…

Veja mais

As prioridades

Ontem fomos chamados a atenção por um leitor deste espaço para o facto de terem sido concedidos apoios a clubes e associações em valor superior a novecentos mil euros e os bombeiros da Vieira terem apenas duas ambulâncias, uma delas quase em estado comatoso. Chamou-nos a atenção para o facto de o socorro à população…

Veja mais

Dêem a volta

Ir trabalhar nem sempre é fácil. Quem vive na Vieira e trabalha no Pilado tem agora uma tarefa mais árdua. Uma das estradas que permitia o acesso, onde já não há árvores queimadas, tem o transito cortado, obrigando a quem quer fazer esse trajecto a ter que ir por Monte Real ou vir pela Marinha.…

Veja mais

Algo está mal!

Ontem a Célia mostrou-se indignada com o facto de um ofício “quem vem dirigido à senhora presidente” ter ido parar às redes sociais. Parece claro que algo não está bem e que a Célia, mais do que querer atacar quem deu a conhecer ao público o referido ofício, quis dar um recado interno. Claro que…

Veja mais

A balança

Há cerca de 5 anos que ouvimos o Aurélio fazer a mesma declaração de voto quando se trata da atribuição dos apoios a clubes e instituições do concelho. Já antes o escrevemos, parece-nos que deveria já ter apresentado uma proposta de regulamento para, desse modo, deitar por terra qualquer argumento que tem sido usado de…

Veja mais

Ainda os apoios

Ontem a Célia, depois da proposta apresentada pelo Aurélio para que todos os apoios fossem tornados público e facilmente consultáveis, disse que tudo estava no site da Câmara. Estão lá os contratos, se bem que a alguns faltam páginas. De acordo com o que está nos contratos que estão publicitados, não apenas para o desporto,…

Veja mais

(In)justiça

Não chegou a ser votada uma das propostas que hoje ia, pela quarta vez, a deliberação. A Cidália queira que fossem aprovado o aumento de 600 euros no salário de dois funcionários da câmara. O Aurélio e a Alexandra levantaram problemas com esse aumento, pelas razões que se puderam ouvir, e a Cidália não teve…

Veja mais

Esconder

Por vezes parece que alguns eleitos estão na câmara para se protegerem e não tanto para proteger os interesses dos munícipes. A Célia mostrou-se há pouco muito incomodada por uma informação ter sido tornada pública. A preocupação que têm em esconder certas informações leva a que tenha que se questionar porque motivo isso acontece. Não…

Veja mais

138 dias

138 dias foi quanto demorou para que fossem retirados os destroços da destruição do furacão. Hoje, dia em que há reunião de câmara, será de esperar que Caetano, com o seu sorrizinho, venha dizer que foi tudo retirado. E foi! Demorou, mas agora não há mais com o que reclamar. Mais de 4 meses para fazer algo que não custava nada.

Veja mais

Já estragado!

Passou pouco mais de um mês desde que os painéis electrónicos foram colocados. Ainda com três por serem ligados, o que está em frente aos bombeiros está já estragado. Agora será esperar que passem os meses até que seja reparado, ou não vivêssemos nós nesta terra. 00 Seguir ( 1 Seguidores ) X Seguir E-mail…

Veja mais

Eficiência

A eficiência da câmara vê-se de diversos modos. Uma das formas é ver a rapidez com que algumas coisas são reparadas. Quem passa pelo parque pode ainda ver o que restou da passagem do furacão. Muitos meses passados e não tiveram aí dá tempo de mandar retirar os tijolos que ficaram no chão e menos…

Veja mais

As modificações

O ano passado o orçamento final nada teve a ver com o orçamento que foi aprovado. A quantidade de modificações que foram feitas desvirtuou totalmente aquilo que os deputados aprovaram. Esta técnica de aprovar uma coisa e depois executar outra não é mais do que a demonstração que a governação é feita a olho, sem…

Veja mais

Apoios

A câmara divulgou ontem a evolução dos apoios a instituições. Não fomos verificar, mas acreditamos que os números estejam correctos. Não é motivo para que se vangloriem. Não fazem mais do que é a sua obrigação. Com tanto dinheiro nos cofres, até ficaria mal se assim não fizessem. A questão vai, no entanto, para além…

Veja mais

Visto à lupa

Quando foi a votação do orçamento, no final do ano, o PCP fez-se apenas representar pela Lara. A Alexandra não esteve nem se fez substituir. Graças a isso o orçamento passou. Muito se tem especulado sobre os verdadeiros motivos dessa ausência. O mais evidente é a discordância com o que são as decisões do partido.…

Veja mais

Fofinho

Quando hoje se lê o texto do Duarte fica-se com a sensação de que houve uma mudança. Entrou a matar, com pedidos de demissão e afirmando que iria fazer com que as eleições fosse disputadas entre o PS e PSD, e agora parece estar a fazer o papel de quem quer ser o ‘fofinho’ da…

Veja mais

Os cortes

A câmara parece estar a permitir um ‘esquema’ que nos soa mal. Sabe-se que a cobrança da água foi entregue a uma empresa privada. Têm-nos chegado relatos que dão conta que há pagamentos por débito directo que não estão a ser efectuados porque não estão a ser apresentados aos bancos. Isso está a fazer com…

Veja mais

E agora, que vai fazer?

O texto que a Alexandra escreveu onde a demissão da Cidália ou do Nelson poderá tê-la colocado num canto de onde poderá ter alguma dificuldade em sair. Voltemos um mês atrás. Quando se colocou a questão da aprovação do orçamento, a Alexandra decidiu não comparecer na votação para que não tivesse que votá-lo. Ainda que…

Veja mais

Voltámos ao passado

Um ano de mandato já lá vai e pareceu haver uma mudança de comportamento no que diz respeito à publicação das actas das reuniões de câmara. Voltámos ao passado e voltámos a ter atraso na publicação das actas. As de 21 de Dezembro ainda não foi publicada e as 3 que este ano tiveram lugar…

Veja mais

Apagado

Já passou mais de um mês desde que foram instalados, mas apenas dois estão a funcionar em todo o concelho. Mais de 30 dias passaram e não há qualquer perspectiva de quando serão ligados. É mais um exemplo do que é a velocidade com que tudo anda na câmara.

Veja mais

Dá que pensar

“Dá que pensar….. No início deste ano lectivo (Setembro), Nós PAIS, entre muitas outras chamamos à atenção a Autarquia local, para a falta de qualidade no Parque escolar da nossa Cidade. Muito ruído se criou a volta disso, pois nao dava jeito a muita gente que se falasse tanto destes assuntos. Entretanto fomos chamados ao…

Veja mais

Mantém-se

Para não variar, a segunda vem repleta de algo que começa a ser recorrente. Claro que há algum descuido por parte de alguns municípes, mas será que não há ninguém na câmara que se lembre de mandar colocar mais caixotes ou exigir que a empresa que faz a recolha actúe de forma mais eficaz? E…

Veja mais

O que passou

Há dias foi decidido quais as competências que a câmara ia assumir. Depois do Governo se ter ‘esquecido’ de dizer qual o dinheiro que iria ser transferido para as autarquias, a decisão foi tomada mesmo no limite, como sempre! O assunto foi depois discutido em AM e as votações foram interessantes. O PCP e BE…

Veja mais

A solução, voltar atrás!

Quem tem que passar por Picassinos às vezes só tem uma solução: voltar atrás. Hoje, há meia hora, a solução que alguns condutores encontraram foi voltar atrás porque não têm o dia todo para estar à espera que os camiões desobstruam a estrada. Foi prometida uma solução, mas não se vê que alguma coisa tenha…

Veja mais

Para quando?

O Caetano disse há uns dias na rádio que a câmara vai fazer o projecto para a construção de uma rotunda no Pêro Neto depois da entidade que gere as estradas se recusar a fazê-lo. É uma obra que é necessária face à quantidade de acidentes que ali têm ocorrido. Nem nos parece mal que…

Veja mais

‘Amigos’

Se por um lado a Cidália diz que que consensos e até houve aproximação entre os partidos para tentarem chegar a um entendimento para a distribuição de pelouros, percebe-se que essa aproximação é impossível de ser concretizada quando se lêem os comentários que são feitos pelo presidente da concelhia do PS e chefe de gabinete…

Veja mais